País

PJ deteve suspeito de matar a tiro um homem em Aljezur

A operação teve a colaboração da GNR de Portimão e Aljezur.

As autoridades detiveram o suspeito do homicídio de um homem atingido mortalmente a tiro no domingo de manhã, numa praia de Aljezur, distrito de Faro, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

O detido é suspeito dos crimes de homicídio qualificado e detenção de arma proibida e foi identificado na sequência da investigação conduzida pelo Departamento de Investigação Criminal de Portimão da Polícia Judiciária, apesar de ter atuado com a cara coberta, referiu a PJ num comunicado.

A polícia destacou a colaboração da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Portimão e Aljezur para a identificação do alegado autor do homicídio, ocorrido ao final da manhã de domingo no interior de um bar localizado na praia do Amado, concelho de Aljezur.

"O crime, cometido com arma de fogo, culminou a conflitualidade existente entre o autor e vítima, que já decorria há vários anos. Apesar de ter agido de cara coberta, o autor foi identificado e posteriormente detido", revelou a PJ, relativamente à motivação do alegado atirador.

O detido, de 41 anos, vai ainda ser presente ao tribunal de instrução competente para ser submetido a primeiro interrogatório judicial e conhecer as eventuais medidas de coação a aplicar.

No domingo, uma fonte policial disse à agência Lusa que a PJ estava a investigar o homicídio de um homem ocorrido na praia do Amado e que uma equipa de investigadores do Departamento de Investigação Criminal de Portimão se tinha dirigido para o local após o crime, que ocorreu cerca das 11:00.

A vítima foi atingida com disparos de uma arma de fogo e o autor do crime fugiu do local, tendo sido agora detido pela PJ.

Lusa

  • Palestinianos boicotam cimeira organizada pelos EUA no Bahrein
    2:50
  • André Rieu fez um vídeo para os fãs portugueses
    0:38