País

"Não faz sentido incentivar o serviço militar obrigatório"

"Não faz sentido incentivar o serviço militar obrigatório"

Ministro da defesa assume que Portugal não tem condições atuais que justifiquem o regresso do serviço militar obrigatório.

João Gomes Cravinho diz que a questão da atratividade e retenção de militares nas fileiras "tem sido matéria de conversa frequente" com os chefes dos ramos militares, advertindo que o problema "não se resolve por decreto".

"Com o fim do Serviço Militar Obrigatório , deixámos de ter um relacionamento entre os jovens e as Forças Armadas e, portanto, há jovens de 25 a 30 anos que nunca tiveram contacto com as Forças Armadas, isso é um fator de preocupação", disse.

João Gomes Cravinho defendeu que "deve haver mecanismos que aproximem as Forças Armadas à sociedade e que ajudem à atratividade das Forças Armadas como vocação e como carreira".

Lusa

  • Pró-democratas e cidadãos a favor do governo entram em confronto em Hong Kong
    1:11
  • Saiba quais são os medicamentos que contêm ranitidina
    0:53