País

Greve da função pública encerra escolas no Porto

Greve da função pública encerra escolas no Porto

Educação foi o setor mais afetado pela greve. 

Os trabalhadores da função pública exigem aumentos salariais e das pensões de 4%, a revisão da Tabela Remuneratória Única, com a fixação da remuneração mínima nos 650 euros, e a contagem de todo o tempo de serviço do período de congelamento para efeito de progressão na carreira, entre outros pontos. A manifestação nacional tem início às 14:30 no Marquês de Pombal, em Lisboa, e termina junto à residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento.