País

Ministério da Educação lamenta acidente na Hungria e diz que já foi disponibilizado apoio

Responsáveis do Ministério da Educação estão "em contacto próximo" com a direção da Escola, com a Câmara Municipal de Faro e com a Embaixada Portuguesa para que, em conjunto, seja feito o acompanhamento de toda a situação e das necessárias diligências

O Ministério da Educação endereça "as mais sentidas condolências à família e a toda a comunidade educativa".

No autocarro, seguiam seis alunos e dois professores da Escola Secundária Pinheiro e Rosa, em Faro, integrados numa iniciativa de intercâmbio estudantil no âmbito do programa Erasmus+: Comenius, afirma o Ministério numa nota à imprensa, em que adianta ter sido já disponibilizado apoio psicológico às famílias dos estudantes, bem como à comunidade escolar em geral.

"A Embaixada Portuguesa na Hungria está a desenvolver as diligências necessárias junto das autoridades daquele país, estando a acompanhar os alunos e professores envolvidos no acidente", lê-se no documento.

Os responsáveis do Ministério da Educação estão "em contacto próximo" com a direção da Escola, com a Câmara Municipal de Faro e com a Embaixada Portuguesa para que, em conjunto, seja feito o acompanhamento de toda a situação e das necessárias diligências, de acordo com a mesma fonte

Uma jovem portuguesa de 16 anos morreu e um outro aluno do ensino secundário ficou gravemente ferido na sequência de um acidente de viação na Hungria, disse hoje de manhã à agência Lusa o secretário de Estado das Comunidades.

"Queria confirmar o falecimento de uma portuguesa e um outro ferido em estado grave no seguimento de um acidente grave, a cerca de 70 km da cidade de Budapeste", indicou José Luís Carneiro.

O secretário de Estado afirmou ainda que a embaixadora portuguesa na Hungria está a acompanhar de perto o assunto.

Com Lusa