País

Corpo de homem deu à costa numa praia do concelho de Odemira

As autoridades estão a averiguar se o corpo é o do homem moldavo desaparecido na praia do Carvalhal na terça-feira.

O corpo de um homem deu esta quarta-feira à costa na praia dos Alteirinhos e as autoridades estão a averiguar se é o do moldavo desaparecido na praia do Carvalhal, concelho de Odemira, Beja, segundo fontes dos bombeiros e Polícia Marítima.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja disse à agência Lusa que o alerta para a existência de um cadáver no areal da praia dos Alteirinhos foi dado cerca das 16:00.

O comandante da Polícia Marítima e capitão do Porto de Sines, Manuel Sá Coutinho, indicou à Lusa que o cadáver deu à costa e as autoridades vão proceder ao reconhecimento da vítima para averiguar se é o do cidadão de nacionalidade moldava que desapareceu na terça-feira no mar na praia do Carvalhal.

"Existem parecenças" entre o homem cujo corpo deu hoje à costa na praia dos Alteirinhos e o desaparecido na terça-feira na praia do Carvalhal e "os indícios apontam para que seja a mesma pessoa, mas isso ainda tem que ser confirmado", disse o capitão.

As autoridades aguardam que um dos amigos do moldavo que despareceu no mar e estava com ele na praia do Carvalhal na terça-feira para "confirmar se é ou não a mesma pessoa", disse Manuel Sá Coutinho.

Segundo o capitão, as autoridades no local também aguardam a chegada do delegado de saúde para confirmar o óbito e já contactaram o Ministério Público para autorizar a remoção do cadáver do areal da praia dos Alteirinhos.

Manuel Sá Coutinho indicou que os meios empenhados nas buscas para localizar o moldavo desaparecido no mar na praia do Carvalhal foram deslocados para a operação a decorrer na praia dos Alteirinhos.

De acordo com fonte do CDOS de Beja e a Autoridade Marítima Nacional, o alerta para o desaparecimento do moldavo no mar tinha sido dado na terça-feira, às 18:48, por um grupo de pessoas que estava com ele na praia.

Manuel Sá Coutinho disse que, na terça-feira, as autoridades fizeram buscas no mar até que houve luz e, depois, durante a noite, foram feitas buscas, por terra, na zona da praia e para norte e sul.

As buscas, que tinham sido suspensas na terça-feira à noite, por falta de visibilidade no mar, foram retomadas hoje às 06:30, disse o capitão.

Lusa

  • Os populismos crescentes "não são apenas um problema europeu"
    2:01
  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21
  • Visíveis - Ruca
    31:30