País

Governo quer agilizar a recuperação das pensões pagas a beneficiários mortos 

Medida deverá ser aprovada em conselho de ministros já na próxima semana.

Proposta reforça os poderes da Segurança Social que vai passar a poder debitar os valores via débito bancário. Basta que os pagamentos irregulares tenham sido feitos através de transferência bancária. Só entre 2016 e 2017, a segurança social pagou 4 milhões de euros a beneficiários mortos.