País

GNR detém 59 pessoas, a maioria por condução sob efeito de álcool

Registaram-se 63 acidentes, de que resultaram quatro mortos.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve 59 pessoas entre a noite de sábado e a manhã de hoje, em diversas operações no país, 44 das quais por condução sob efeito do álcool e duas por posse de artigos pirotécnicos.

Segundo um comunicado da GNR, entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje foram ainda efetuadas duas detenções por furto, uma por tráfico de estupefacientes e uma por condução perigosa.

Os elementos da GNR, no decurso das operações, apreenderam 38 doses de haxixe, oito doses de canábis e dois artigos pirotécnicos.

No âmbito da fiscalização do trânsito, os militares da guarda detetaram 434 infrações, 86 por "condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei", 27 por falta de inspeção periódica obrigatória, 24 por excesso de velocidade e 16 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Nas infrações detetadas entre os automobilistas constam ainda nove por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança ou sistema de retenção para crianças e oito por uso indevido do telemóvel durante o exercício da condução.

Em termos de sinistralidade, durante o mesmo período, registaram-se 63 acidentes, de que resultaram quatro mortos, seis feridos graves e 25 feridos leves, informou a GNR.

Lusa

  • Pró-democratas e cidadãos a favor do governo entram em confronto em Hong Kong
    1:11
  • Saiba quais são os medicamentos que contêm ranitidina
    0:53