País

Ministro da Defesa inicia hoje visita de três dias a Angola

RODRIGO ANTUNES / LUSA

Na agenda estão encontros políticos, cooperação e a XIX Reunião de Ministros da Defesa da CPLP.

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, inicia hoje a sua primeira visita a Angola, destinada a encontros políticos, reforço da cooperação e à XIX Reunião de Ministros da Defesa da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).

Segundo indicou a tutela, para o dia de hoje está marcado um encontro bilateral de Gomes Cravinho com o seu homólogo de Angola, o general Salviano de Jesus Sequeira "Kianda", às 09:30, seguindo-se, pelas 12:00, uma audiência com o ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos "Liberdade".

Pela tarde, João Gomes Cravinho visita, às 15:30, a Escola Superior de Guerra e, às 17:00, a Academia Naval.

Na quarta-feira, o ministro da Defesa português visita, em Cabo de Ledo, arredores de Luanda, a Escola e a Brigada das Forças Especiais angolanas, almoça com a Cooperação no Domínio da Defesa e termina o dia com uma visita à comissão do Golfo da Guiné.

Para quinta-feira está marcada a XIX Reunião dos Ministros de Defesa da CPLP, que tem como Estados-membros Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

A XVIII Reunião decorreu no dia 25 de maio de 2017, em Malabo, na Guiné Equatorial, contando com Nuno Pinheiro Torres a representar o ministro da Defesa Nacional da República Portuguesa.

Já este ano, em abril, Cabo Verde acolheu a a reunião dos Chefes de Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA) da CPLP, durante a qual foi abordada a cooperação militar entre os Estados-membros.

O CEMGFA de Portugal considerou, então, que os países da CPLP têm em comum o mar e as ameaças, como o tráfico, a poluição, a pesca ilegal e o terrorismo.

A última visita de um ministro da Defesa português a Angola foi a de Azeredo Lopes em maio de 2018, altura em que foi recebido de surpresa pelo Presidente angolano João Lourenço.

Em novembro de 2018, durante a visita de Estado de João Lourenço a Portugal, coube ao novo ministro da Defesa, após a saída de Azeredo Lopes, acompanhar o Presidente da República de Angola à Base Naval de Lisboa e ao Arsenal do Alfeite.

As relações de cooperação na área da Defesa entre Portugal e Angola remontam à década de 1990, com a assinatura do Acordo de Cooperação no Domínio da Defesa em Luanda a 03 de outubro de 1996.

Com base neste acordo, os dois países têm desenvolvido programas-quadro, instrumentos bilaterais de caráter indicativo e flexível, constituídos por projetos concretos a executar no terreno. O último programa-quadro 2018-2021 foi assinado a 17 de maio de 2018.

Lusa

  • Mourinho procura clube e rejeita, para já, treinar seleções
    7:14
  • Como não gastar dinheiro com os números começados por 707
    6:46