País

Oito detidos em operação da PJ num caso de alegada corrupção na obtenção de licenças para motoristas

Em causa a obtenção forjada de certificados e formações obrigatórias para motoristas de veículos descaracterizados de transporte de passageiros.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve oito pessoas por corrupção e associação criminosa no âmbito de uma operação, relacionados com a obtenção forjada de certificados e formações obrigatórias para motoristas de veículos descaracterizados de transporte de passageiros.

A operaçãofoi levada a cabo pela Unidade de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária.

Em comunicado, a PJ diz que entre os crimes suspeitos estão ainda falsidade informática, violação de segredo por funcionário e atestado (médico) falso.


A operação mobilizou cerca 140 elementos da Polícia Judiciária, bem como 10 magistrados judiciais e do Ministério Público, e envolveu mais de 40 buscas, domiciliárias e não domiciliárias nas zonas de Lisboa, Lourinhã, Loures, Pinhal Novo, Óbidos, Santarém, Torres Vedras, Amadora, Peniche, Sintra, Almada e Cascais.

Foram feitas buscas em escolas de condução e no Instituto da Mobilidade e Transportes.

Entre os detidos estarão médicos, suspeitos de passar atestados falsos, um advogado, responsáveis por centros de formação, um coordenador do IMT da área de inspeção de escolas, candidatos a motoristas e ainda angariadores.

Com Lusa