País

Junho começa com níveis muito elevados de pólenes no continente

Lucas Jackson

A alergia ao pólen causa reações do aparelho respiratório (asma e rinite alérgica), dos olhos (conjuntivite alérgica) ou da pele (urticária e eczema).

Os pólenes vão estar em níveis muito elevados em todo o continente nos primeiros dias de junho, alertou esta quinta-feira a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).

Num boletim com a previsão para o período de 31 de maio a 06 de junho, a SPAIC apenas coloca o Funchal com pólenes em níveis baixos e Ponta Delgada com pólenes em níveis moderados.

No continente, de Vila Real, em Trás-os-Montes, a Portimão, no Algarve, os pólenes estarão a níveis muito elevados, quer devido às árvores quer devido às ervas.

Em todo o continente predominam pólenes das oliveiras e carvalhos, e castanheiros também na zona de Vila Real. Esperada igualmente grande concentração de pólenes das ervas gramíneas, parietária, tanchagem e azeda.

Os pólenes podem provocar reações alérgicas. A alergia ao pólen causa reações do aparelho respiratório (asma e rinite alérgica), dos olhos (conjuntivite alérgica) ou da pele (urticária e eczema).

Lusa

  • Saiba quais são os medicamentos que contêm ranitidina
    0:53