País

SIC vence três Prémios Jornalismo em Saúde

SIC vence três Prémios Jornalismo em Saúde

SIC venceu ainda o Grande Prémio de entre os 43 trabalhos jornalísticos a concurso nesta 3.ª edição

Reportagem "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos Cancro" venceu dois prémios, incluindo o Grande Prémio; Reportagem "E de nós, quem cuida?" uma menção honrosa

  • "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" 
    0:49

    Grande Reportagem SIC

    Na próxima década, metade da população portuguesa terá uma doença oncológica. Mas o cancro será, cada vez menos, uma doença mortal. A medicina e a ciência avançam no diagnóstico, no tratamento e na prevenção. Se aplicássemos o que já sabemos sobre prevenção e diagnóstico precoce, a mortalidade por cancro reduziria mais de 50%. Entender melhor as muitas doenças a que chamamos cancro é um ponto de partida. 

  • "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" - capítulo 1 - Não há doenças, há doentes
    41:14

    Grande Reportagem SIC

    A SIC estreou no dia 8 de Maio, no Jornal da Noite a primeira de cinco Grandes Reportagens sobre a doença que mais tem aumentado no mundo. O cancro já foi uma inapelável sentença de morte e ainda é em tantos casos, mas evolui cada vez mais para doença crónica, possível de controlar. Ainda causa um sofrimento indizível, sim, mas a taxa de cura é cada vez mais animadora. É palavra que ainda custa pronunciar, mas é também no falar que começa o combate e a prevenção. Procuramos resposta para as grandes perguntas, por exemplo, o que é o cancro ou como chegamos aos tratamentos mais avançados, e a que preços. Neste primeiro capítulo, cruzam-se duas viagens: a da ciência e a de um homem a quem aos 35 anos diagnosticaram um cancro.

  • Hoje na SIC: O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro - Capítulo 3
    0:54

    Grande Reportagem SIC

    No terceiro capítulo da Grande Reportagem "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" dedicamo-nos às pessoas. Às pessoas que se sentam diante de um médico num momento de aflição. E às pessoas que, dentro das batas, lidam com a perigosa falta de tempo para dedicar a cada doente, com os absurdos caminhos burocráticos que limitam a qualidade e a quantidade do que podem oferecer aos doentes, com a falta de recursos humanos, com a falta de planificação e de estratégia a longo prazo. E com as diferenças entre o que podem oferecer aos doentes, dependendo da zona do país em que vivem.

  • O caso de Bernardino Soares e o drama dos 800 mil cuidadores informais na Reportagem Especial
    2:28

    País

    "E de nós, quem cuida?" é a Reportagem Especial desta noite para retratar a realidade dos mais de 800 mil cuidadores informais que existem em Portugal. A maioria são mulheres que abdicam da vida profissional e pessoal para cuidar de alguém, normalmente um familiar. Marta Pina e Bernardino Soares, o presidente da Câmara de Loures, conhecem bem esta realidade.  É uma das famílias que acompanhamos na Reportagem Especial "E de nós, quem cuida?"  que pode ver na íntegra, amanhã, no Jornal da Noite de amanhã.

  • Reportagem Especial "E de nós, quem cuida?"
    0:35

    Reportagem Especial

    Há mais de 800 mil cuidadores informais em Portugal. A maioria são mulheres, que abdicam da vida profissional e pessoal para cuidar de alguém, normalmente um familiar. Muitas vivem isoladas, em risco de pobreza e depressão. Os cuidadores lutam pela criação de um estatuto que os apoie e dignifique. Fomos conhecer a realidade dos cuidadores informais. “E de nós, quem cuida?” é o tema da Reportagem Especial. Este sábado, no Jornal da Noite.