País

Quinze concelhos de cinco distritos em risco máximo de incêndio

Uma explosão seguida de um enorme incêndio no sudoeste de Pristina, Kosovo, às primeiras horas do dia 25 de março de 1999, primeiro dia da ofensiva da NATO contra a Jugoslávia. O bombardeamento durou três horas.

Yannis Behrakis / Reuters

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de "reduzido" a "máximo", sendo o "elevado" o terceiro nível mais grave.

Quinze concelhos de Bragança, Guarda, Viseu, Castelo Branco e Faro apresentam hoje risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em risco máximo estão os concelhos de Macedo de Cavaleiros, Vimioso, Alfândega da Fé, Mogadouro, Freixo de Espada a Cinta (Bragança), Figueira de Castelo Rodrigo, Guarda e Sabugal (Guarda) e Penedono, Tabuaço e Tarouca (Viseu), Penamacor (Castelo Branco), Castro Marim, Tavira e São Brás de Alportel (Faro).

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental, com exceção de Viana do Castelo, em risco muito elevado e elevado de incêndio.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de "reduzido" a "máximo", sendo o "elevado" o terceiro nível mais grave.

Os cálculos para este risco são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje nas regiões do Norte e Centro do continente céu geralmente muito nublado, temporariamente encoberto entre o meio da manhã e o final da tarde.

Estão também previstos períodos de chuva no litoral, estendendo-se gradualmente às restantes regiões a partir do final da manhã, podendo ser temporariamente moderada a forte durante a tarde, em especial no Minho, passando gradualmente a regime de aguaceiros.

A previsão aponta também para vento fraco a moderado do quadrante oeste, tornando-se moderado a forte a partir da manhã, com rajadas até 80 quilómetros por hora, podendo atingir 95 quilómetros (km/hora) por no Minho, enfraquecendo no final do dia.

Nas terras altas, o vento soprará moderado a forte do quadrante oeste, sendo temporariamente forte com rajadas até 80 km/h durante a tarde, podendo atingir 95/100 km/h no Minho e Douro Litoral.

Na região Sul prevê-se céu muito nublado, apresentando-se pouco nublado no Baixo Alentejo e Algarve até ao final da manhã e períodos de chuva, em geral fraca, a norte do Baixo Alentejo a partir do final da tarde, estendendo-se gradualmente às restantes regiões e sendo pouco provável no sotavento algarvio.

Está ainda previsto vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando temporariamentemoderado durante a tarde e moderado a forte nas terras altas.

As temperaturas mínimas no continente vão oscilar entre os 04 graus Celsius (na Guarda) e os 13 (em Lisboa e Faro) e as máximas entre os 14 (na Guarda) e os 23 (em Évora e Beja).

Lusa