País

4 funcionários dos CTT de Leiria suspeitos de burla de milhões

Rafael Marchante

82 pessoas foram acusadas, a maioria marroquinos, por suposta rede que vendia ténis de marca na internet

Segundo o jornal Público, o esquema passava pelo anúncio e venda de ténis das mais diversas marcas, a preço de saldo, na internet.

O processo tem, ao todo, 82 arguidos acusados, de vários crimes, como associação criminosa, corrupção, burla qualificada, falsificação de documentos, branqueamento de capitais, entre outros.

A tarefa dos funcionários dos CTT passava por abrir apartados nos correios para a cobrança das encomendas pelos quais chegavam a receber 50 euros por dia.

Do processo, constam mais de mil testemunhos, de consumidores, que foram enganados, um pouco por todo o país.