País

Presidente da Câmara de Barcelos pediu suspensão do mandato por 29 dias

Presidente da Câmara de Barcelos pediu suspensão do mandato por 29 dias

Miguel Costa Gomes está desde o início do mês em prisão domiciliária no âmbito da Operação Teia. 

O presidente da Câmara de Barcelos pediu a suspensão temporária do mandato por 29 dias. Miguel Costa Gomes está desde o início do mês em prisão domiciliária no âmbito da Operação Teia, em que são também arguidos o presidente da Câmara de Santo Tirso e a mulher e ainda o presidente do IPO do Porto.

  • Há quem espere mais de um ano para conseguir vaga no SEF
    5:06
  • “Este despacho não é sobre casas de banho, é sobre pessoas”
    13:47