País

Álvaro Amaro entre os cinco arguidos de suspeita de fraude

Álvaro Amaro entre os cinco arguidos de suspeita de fraude

O eurodeputado Álvaro Amaro, o atual presidente da Câmara da Guarda, o vereador da cultura e duas técnicas superiores vão responder por fraude na obtenção do subsídio que financiou a festa de carnaval em 2014.

A acusação do DIAP de Coimbra foi deduzida já depois das eleições europeias e propõe que os políticos percam o mandato e que as funcionárias sejam proibidas de exercer funções.

  • "O hospital não interna doentes em refeitórios"
    7:14