País

Ministra chama autarca de Viseu e hospital para analisar situação da oncologia

Jose Sena Goulao

A reunião juntará, além da ministra da Saúde, o presidente da Câmara Municipal de Viseu, o presidente do Centro Hospitalar Tondela-Viseu e a presidente da Administração Regional de Saúde do Centro.

A ministra da Saúde vai hoje reunir-se com o presidente da câmara de Viseu e com a administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu para analisar a situação da oncologia, após alertas de sindicatos e da Ordem dos Médicos.

A reunião juntará, além da ministra da Saúde, o presidente da Câmara Municipal de Viseu, o presidente do Centro Hospitalar Tondela-Viseu e a presidente da Administração Regional de Saúde do Centro.

Na terça-feira, sindicatos médicos e a Ordem dos Médicos avisaram que o serviço de oncologia do Centro Hospitalar Tondela - Viseu (CHTV) está em rutura e a cirurgia oncológica naquela unidade também está em risco.

Em comunicado conjunto, o Sindicato dos Médicos da Zona Centro, o Sindicato Independente dos Médicos e a secção regional do Centro da Ordem dos Médicos referem que a situação atingiu "o ponto de rutura e que os colegas oncologistas assumem a incapacidade de garantir a consulta e tratamentos de quimioterapia para novos doentes".

Esta situação, que já era "previsível desde há vários meses, levou a que, nas últimas semanas, os doentes com necessidade de iniciar quimioterapia estejam em suspenso à espera de uma solução", contam, explicando que a quimioterapia "tem uma janela limite de eficácia".

Segundo as estruturas representativas dos médicos, "a consulta de decisão multidisciplinar e uma terapêutica integrada dentro da mesma instituição são pressupostos de qualidade" na abordagem do doente oncológico.

O presidente da Câmara Municipal de Tondela já exigiu ao Governo uma "resposta urgente" à falta de cuidados oncológicos no Centro Hospitalar.
Entretanto, o Centro Hospitalar anunciou que os doentes oncológicos da região de Viseu vão passar a receber tratamento no IPO de Coimbra e em julho será contratado um médico, em regime de prestação de serviços.

Lusa