País

PCP defende ser "inadiável" a contratação de funcionários públicos em falta

Interpelação ao Governo "sobre a falta de trabalhadores nos serviços públicos".

A deputada do PCP, Rita Rato, defendeu hoje ser "inadiável" a contratação de profissionais em falta na Administração Pública de forma a garantir investimento para a qualidade dos serviços públicos.

"A solução não é encerrar, concessionar ou privatizar, mas sim contratar de imediato todos os profissionais em falta: médicos, enfermeiros, técnicos de diagnóstico e terapêutica, auxiliares de ação médica", disse a deputada numa interpelação ao Governo "sobre a falta de trabalhadores nos serviços públicos".

Para Rita Rato, a reposição das 35 horas, que recorda contou com o voto contra do PSD e CDS não são o problema "a contratação de mais profissionais é que é a solução".

"Está nas mãos do Governo" e o país "precisa de medidas concretas e imediatas para os problemas graves que estão colocados", disse.

"Há verbas e normas no Orçamento do Estado que apontam nesse sentido e não há razão não há razão nenhuma para que o Governo ponha as metas do défice à frente das necessidades dos utentes e dos serviços público", disse.

No sábado passado, em entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro, António Costa, antecipou a possibilidade de "haver atualização anual dos vencimentos" e "preencher as inúmeras lacunas de contratação de pessoal na administração pública", assim como "rever significativamente os níveis remuneratórios dos seus técnicos superiores".

Lusa

  • Olhá Festa em Pinhel
    11:51