País

António Costa laureado com Grã-Cruz do Mérito do Luxemburgo

ANTÓNIO COTRIM

Primeiro-ministro luxemburguês agradeceu contributos de António Costa para a construção europeia.

O primeiro-ministro português foi esta terça-feira agraciado, em Lisboa, com a Grã-Cruz do Mérito do Luxemburgo pelo seu trabalho como chefe do Governo, tendo o seu homólogo daquele grão-ducado elogiado o mandato de António Costa.

"António Costa conseguiu uma política com um Governo estável e, ao mesmo tempo, uma política em que os portugueses reencontraram a esperança", com "um Governo que funciona" e "coesão social" na sociedade portuguesa, "num justo equilíbrio", disse o primeiro-ministro luxemburguês, Xavier Bettel.

O chefe do executivo adiantou que, além das boas contas públicas, as quais "permitiram ao país sair do Procedimento por Défice Excessivo", António Costa também "investiu na transição ecológica e combate às alterações climáticas".

Discursando numa varanda da Embaixada do Luxemburgo, Xavier Bettel, antes de impor as insígnias a Costa, agradeceu ainda os contributos do primeiro-ministro português para a construção europeia, "com os países grandes e os países pequenos, o sul, o norte, o leste e o oeste".

António Costa enalteceu a amizade com Bettel, "desenvolvida no seio do Conselho Europeu ao longo dos últimos anos", e mostrou-se "muito honrado pela distinção do grão-duque", em nome do qual foi entregue a distinção.

Porém, o chefe do executivo recusou a distinção a título individual, percecionando-a antes como "um reconhecimento do valor da comunidade portuguesa que habita no Luxemburgo e também da luxemburguesa que habita em Portugal", assim como das "relações bilaterais entre os dois países, muito antigas e profundas".

Lusa