País

Investigada alegada burla a 50 investidores chineses

Investigada alegada burla a 50 investidores chineses

Uma empresa de Benavente estaria a vender armazéns em vez de lojas, que os investigadores julgavam estar a comprar em zonas próximas de Lisboa. 

O Ministério Público está a investigar uma alegada burla levada a cabo por uma empresa de Benavente a, pelo menos, 50 investidores chineses, no valor de mais de 20 milhões de euros. De acordo com o jornal Público, o negócio consistia na compra de lojas mas, em vez disso, foram adquiridos armazéns num complexo empresarial naquela cidade. O objetivo do investimento chinês seria a obtenção de vistos Gold, alguns deles nunca chegaram.