País

Prisão preventiva para 1 dos 11 detidos por suspeitas de fraude no SNS

Prisão preventiva para 1 dos 11 detidos por suspeitas de fraude no SNS

O proprietário de uma farmácia na Amadora foi o único arguido que ficou em prisão preventiva.

A mega operação da Polícia Judiciária deteve na passada terça-feira 11 pessoas por suspeitas de fraude no Serviço Nacional de Saúde. Um dos detidos, proprietário de uma farmácia na Amadora, ficou em prisão preventiva. Os restantes saíram em liberdade, com termo de identidade e residência.

De acordo com uma fonte citada pela agência Lusa, o Ministério Público quer medidas de coação mais graves e, por isso, vai recorrer para o Tribunal da Relação.