País

Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra sem internamento de psiquiatria

Doentes passam vários dias nas urgências ou são internados noutros serviços.

A Ordem dos Médicos acusa o Centro Hospitalar de Coimbra de não ter capacidade para internar doentes agudos de psiquiatria.

Os médicos do Hospital de Coimbra, que apresentam a diminuição do número de camas disponíveis como o principal motivo, afirmam que os doentes passam vários dias nas urgências ou são internados noutros serviços, sem as condições ideais.

O corpo clínico de psiquiatria já fez chegar ao Conselho de Administração do Hospital um documento a alertar para as principais carências do serviço, estendendo o aviso ao Governo, apelando à ministra da Saúde para que resolva a situação o mais rápido possível.