País

MP pede pena máxima para Diana Fialho e Iúri Mata

A sentença será conhecida no próximo dia 19 de julho.

O Ministério Público pediu pena máxima de 25 anos para Diana Fialho e Iúri Mata, o casal acusado de, em setembro de 2018, ter matado a mãe adotiva da arguida.

Esta sexta-feira, a segunda sessão do julgamento no Tribunal de Almada foi marcada pelos primeiros depoimentos da filha adotiva e do genro da professora Amélia Fialho.

Amiga de professora diz que problemas começaram após namoro da filha

Uma colega e amiga da professora assassinada no Montijo disse que os problemas com a filha adotiva da vítima iniciaram-se quando Diana Fialho começou a namorar com Iúri Mata.

"No início, quando a menina veio para casa via-as muito felizes, tinham uma cadela e adoravam-na. Quando a Diana começou a namorar com o Iúri, do que tenho conhecimento, foi quando começaram os problemas", testemunhou Maria de Sousa, na segunda sessão do julgamento, no Tribunal de Almada.