País

Detido paquistanês suspeito de ter decapitado tailandesa encontrada na praia de Leça da Palmeira

Homem que estava em fuga foi detido na fronteira da Turquia com a Grécia.

Um cidadão paquistanês, de 32 anos, é suspeito da autoria material de um crime de homicídio qualificado e profanação de cadáver. Foi detido, na sequência de investigação levada a cabo pela Diretoria do Norte da Polícia Judiciária e em cumprimento de Mandado de Detenção Europeu, anuncia a PJ.

A investigação iniciou-se com o aparecimento de uma cabeça no areal da praia de Leça da Palmeira, em Matosinhos, na manhã de 7 de março deste ano.

Em abril as autoridades detiveram uma mulher suspeita da coautoria do crime. Tem 52 anos é massagista e não apresentava antecedentes criminais.

A polícia anunciou, entretanto, a existência de outro suspeito que se pôs em fuga logo que foi noticiado o aparecimento da cabeça.

Trata-se de um cidadão paquistanês de 32 anos e sem atividade profissional conhecida, lê-se no comunicado da Polícia Judiciária.

Vai ser presente às autoridades para primeiro interrogatório judicial.

Vítima tem nacionalidade tailandesa

A mulher decapitada trabalhava para o paquistanês. De acordo com o comunicado da PJ, na origem do crime estará a existência de uma dívida dos arguidos à ofendida, que esta insistia em ver saldada.

  • Os tsunamis que arrasaram a Ásia em 2004 e 2011
    25:20