País

"Monstro do Barreiro" diz que não estava ciente e pede desculpa às vítimas

"Monstro do Barreiro" diz que não estava ciente e pede desculpa às vítimas

Bruno Costa perseguia e atacava mulheres.

Decorreu esta terça-feira, no Tribunal de Almada, mais uma sessão do julgamento de um homem acusado de ser "stalker", por perseguir e atacar mulheres, tendo contra ele mais de 50 queixas desde 2012.

A última, e que levou à sua detenção pela Polícia Judiciária, foi por tentativa de violação em 2018.

O arguido, um homem de 32 anos que ficou conhecido como o "monstro do Barreiro", vive atualmente com os pais no Alentejo e está sujeito a apresentações periódicas.

Bruno Costa diz "que não estava ciente”, pede desculpa às vitimas e revela que agora está medicado.