País

Detido suspeito da morte da mulher encontrada na mala de viagem em Arruda dos Vinhos

Autarca de Arruda dos Vinhos escreveu no Facebook que "a confirmar-se, trata-se de mais um caso de violência doméstica".

De acordo com a PJ o detido tem 30 anos e era o companheiro da vítima.

"A investigação apurou que o presumível autor, possivelmente motivado por questões de natureza passional, atingiu a vítima com um golpe letal de arma branca". O crime terá ocorrido no quarto arrendado pelo casal.

"Após, o detido colocou o corpo numa mala de viagem que previamente adquirira, a qual veio a abandonar num local relativamente próximo e preparou a sua saída da habitação, presumivelmente para se ausentar para o estrangeiro" escreve a PJ em comunicado.

O suspeito foi encontrado pela PJ durante a noite, "num espaço com vegetação densa, situado nas proximidades, onde, entretanto se havia ocultado".

O detido vai agora ser presente a primeiro interrogatório judicial, "no qual lhe serão aplicadas as medidas de coação processual adequadas" esclarece a Polícia Judiciária.

Também esta manhã, André Santos Rijo, presidente da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos, através do Facebook, confirmava a detenção do suspeito e que as autoridades suspeitavam tratar-se de um crime de violência doméstica.

Na publicação pode ler-se ainda que trata de um "casal jovem de cidadãos brasileiros recém-chegados, que morava em Arruda há cerca de 15 dias". A mulher trabalhava na restauração e o homem na construção civil. "Os vizinhos ainda não tinham notado sinal de violência ou agressividade entre ambos. Não havia sinalização por parte de qualquer autoridade, afinal eram também recém-chegados", acrescenta.

O cadáver da mulher foi encontradoo ontem no interior de uma mala de viagem, junto a uma urbanização em Arruda dos Vinhos, Lisboa.

Um cidadão encontrou a mala de viagem quando passeava o cão, num caminho pedonal de acesso à Urbanização Fonte do Ouro, na vila de Arruda dos Vinhos, e alertou as autoridades cerca das 14:00.

  • “Entregues à Sorte” – Quarto episódio
    27:01