País

Aviso amarelo em 6 distritos devido à chuva, possibilidade de queda de neve

O IPMA prevê ainda neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais e descida de temperatura.

Seis distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva ou aguaceiros, temporariamente fortes e acompanhados de trovoada, granizo e rajadas fortes, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra e Leiria vão estar sob aviso amarelo até às 12:00 de hoje.

O aviso amarelo, o terceiro de uma escala de quatro, revela situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje nas regiões do norte e centro do continente céu muito nublado ou encoberto, diminuindo de nebulosidade a partir do meio da tarde em especial no interior.

Estão também previstos períodos de chuva ou aguaceiros, que poderão ser temporariamente fortes, de granizo e acompanhados de trovoada até ao final da tarde, diminuindo de intensidade e frequência.

Há também possibilidade de queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela durante a tarde.

A previsão aponta ainda para vento fraco a moderado do quadrante oeste, soprando moderado a forte nas terras altas, com rajadas até 80 quilómetros por hora, enfraquecendo a partir do final da tarde, neblina ou nevoeiro em alguns locais e descida de temperatura.

Na região sul prevê-se céu geralmente muito nublado, com abertas a partir do meio da tarde e períodos de chuva ou aguaceiros, temporariamente fortes e acompanhados de trovoada e rajadas fortes até ao início da manhã, diminuindo de intensidade e frequência durante a tarde.

Está também previsto vento moderado do quadrante oeste, por vezes forte na faixa costeira e soprando moderado a forte nas terras altas, com rajadas até 80 quilómetros por hora, enfraquecendo a partir do final da tarde.

As temperaturas mínimas no continente vão oscilar entre os 6 graus Celsius (na Guarda) e os 13 (em Faro, Lisboa e Porto) e as máximas entre os 13 (na Guarda) e os 21 (em Faro).

Lusa