País

Presidente da República lamenta morte em serviço de militar da GNR

TIAGO PETINGA/ LUSA

O despiste de uma viatura na A42, em Arreigadas, Paços de Ferreira, provocou três mortos.

O Presidente da República lamentou este domingo a morte em serviço de um militar da Guarda Nacional Republicana (GNR), em consequência de um acidente rodoviário, em Arreigadas, Paços de Ferreira, e o ferimento de outro militar no local.

"Foi com profunda consternação que o Presidente da República tomou conhecimento, ao fim desta tarde, da morte em serviço do militar da GNR, o cabo Jorge Gomes, e do ferimento de um outro militar que o acompanhava no local numa operação de sinalização de um primeiro acidente", lê-se numa mensagem de Marcelo Rebelo de Sousa divulgada no portal da Presidência da República na Internet.

O chefe de Estado declara-se "sensível à relevância da missão de fiscalização das estradas pela GNR como forma de dissuasão dos comportamentos de risco e de redução da sinistralidade rodoviária" e "agradece o espírito de missão de todos os elementos da Unidade Nacional de Trânsito neste momento difícil".

Lusa