País

Troço da Marginal encerrado por perigo de derrocada

(Arquivo)

Lusa

Em causa está o estado de degradação do muro de contenção.

O presidente da Câmara de Cascais mandou encerrar, esta segunda-feira, um troço de 300 metros na Avenida Marginal, entre São Pedro e a Parede, no sentido Cascais-Lisboa.

Segundo nota da Câmara, existe perigo de derrocada e consequente risco acrescido para a segurança de quem circula na zona.

O trânsito foi cortado às 21:30 desta segunda-feira, por tempo indeterminado.

O autarca de Cascais, Carlos Carreiras, citado no documento, explica que o município "não pode ficar de braços cruzados".

"Portugal tem um histórico de facilitismo que está na origem de graves acidentes, inclusivamente com perdas de vidas, e, face à análise técnica e da observação local, a Câmara Municipal de Cascais não podia ficar de braços cruzados à espera de que nada sucedesse", afirma.

Carlos Carreiras vai estar na manhã desta terça-feira no local, para analisar e definir o projeto de intervenção urgente no muro de contenção da avenida Marginal.