País

Chuva, vento e agitação marítima vão deixar o país em alerta nos próximos dias

Rafael Marchante

Apenas o interior centro está hoje sob aviso da meteorologia, mas a partir de amanhã o mapa muda de cor, com praticamente todos os distritos em alerta de mau tempo

Esta quinta-feira apenas os distritos da Guarda e Castelo Branco estão em alerta amarelo da meteorologia para a queda de neve acima dos 1400 metros. Está ainda previsto o aumento do vento para o final do dia.

O quadro altera-se esta sexta-feira, em praticamente todo o Continente que passa a estar sob aviso amarelo devido à chuva e ao vento por vezes fortes, com risco elevado de inundações e cheias rápidas.

A agitação marítima vai colocar ainda os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro vão estar sob aviso amarelo a partir das 15:00 de sexta-feira e as 00:00 de sábado, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros, em especial a sul do Cabo Mondego.

O IPMA emitiu também aviso amarelo para os distritos de Viseu, Porto, Vila Real, Viana do Castelo, Coimbra e Braga por causa da previsão de chuva por vezes forte e persistente (entre as 00:00 e as 12:00 de sexta-feira) e vento forte do quadrante sul com rajadas até 90 quilómetros por hora nas terras altas (entre as 03:00 e as 15:00 de sexta-feira).

O distrito da Guarda vai estar sob aviso amarelo entre as 03:00 e as 18:00 de sexta-feira devido à previsão de vento forte do quadrante sul, rodando para o quadrante oeste, com rajadas até 110 quilómetros por hora nas terras altas.

Sob aviso amarelo vai estar ainda o distrito de Aveiro entre as 00:00 e as 12:00 de sexta-feira por causa da chuva forte e persistente.

No sábado a situação estabiliza um pouco pelo menos nas regiões do interior norte e centro porque desde o Algarve, o alentejo e todo o litoral estão sob aviso da meteorologia devido à agitação marítima

O aviso amarelo aplica-se a situações de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

  • "Ele deu-me um soco! É uma vergonha": treinador do Belenenses SAD admite que foi agredido
    0:36