País

Dragagens suspensas no estuário do Sado

Dragagens suspensas no estuário do Sado

Tribunal suspende obra que tinha hoje início. 

A justiça suspendeu as dragagens do Sado que deveriam arrancar hoje. O Supremo Tribunal Administrativo tinha-se pronunciado a favor das obras ao chumbar uma providência cautelar requerida por ambientalistas, mas, no mesmo dia, o Tribunal Fiscal de Almada aceitou o pedido.

A Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra confirma a suspensão, mas acredita que pode ser revertida nas próximas horas.

As dragagens prevêem a retirada de 6,5 milhões de toneladas de areia no estuário do Sado.