País

Ministro do Ambiente acredita que os dois diques do Mondego estarão reparados em dois meses

PAULO NOVAIS

João Pedro Matos Fernandes confirmou aos jornalistas que o Governo "vai recuperar os dois diques" e que espera ter os trabalhos "completamente" concluídos no prazo no início do próximo ano.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática revelou hoje que o Governo "vai recuperar os dois diques" que cederam no rio Mondego, em Montemor-o-Velho, e que espera ter os trabalhos "completamente" concluídos no prazo de dois meses.

"O risco de atingir Montemor-o-Velho, que nunca é nulo, é, neste momento, muitíssimo reduzido. Ontem estivemos já em obra a reforçar pontos mais frágeis. Nos sítios das ruturas não temos maneira de fazer chegar as máquinas. Aguardamos agora que o terreno vá secando e quero acreditar que, em dois meses, aqueles diques estão completamente reparados", afirmou João Pedro Matos Fernandes aos jornalistas, no Porto, à margem da cerimónia dos 70 milhões de passageiros do Metro.

O ministro notou que os diques suportaram uma pressão de água muito superior àquela para a qual tinham sido projetados e frisou que "a situação não foi mais grave pelo extraordinário trabalho de manutenção" realizado no local, nomeadamente com o investimento de "cinco a seis milhões de euros".

Este valor, explicou, foi gasto "a limpar leitos periféricos e com a obra de desassoreamento do Mondego frente à cidade Coimbra que a Quercus contesta".


  • 2:55