País

Joacine garante que não vai renunciar ao cargo de deputada

MIGUEL A. LOPES

A Assembleia do Livre adiou a decisão para retirar confiança política à deputada.

O Livre adiou este sábado a decisão para retirar confiança política à deputada Joacine Katar Moreira, que garantiu que não vai renunciar ao cargo.

"Usam o ódio para tentar afastar-me"

O discurso de Joacine durante o congresso subiu de tom.

"Eu estou aqui para evitar o suicídio do Livre"

As declarações de Ricardo Sá Fernandes, na chegada ao congresso, em Lisboa.

Na origem da moção de retirada de confiança, estão episódios como o chumbo da lei da nacionalidade, a falta de preparação da deputada para intervenções em plenário ou a recusa em revelar o sentido de voto no Orçamento do Estado.

Se Joacine abdicar do lugar, o Livre pode substituí-la pelo número dois da lista por Lisboa, o biólogo Carlos Teixeira.

O Livre conseguiu eleger, pela primeira vez, uma deputada à Assembleia da República nas últimas eleições legislativas de 6 de outubro de 2019.

Joacine Katar Moreira, que faz parte do Grupo de Contacto ainda em funções, não integra a lista única de candidatos à direção do Livre nem apresentou nenhuma candidatura individual à assembleia. Rui Tavares, membro fundador do partido, apresentou uma recandidatura à Assembleia, órgão do qual faz parte.

  • Sporting perde no prolongamento e é eliminado da Liga Europa

    Liga Europa 2019/2020

    "Leões" perderam por 4-1 no terreno do Basaksehir.

    Em atualização

    SIC Notícias

  • FC Porto cai no Dragão e está fora da Liga Europa

    Liga Europa 2019/2020

    "Azuis e brancos" voltaram a perder com o Bayer Leverkusen, desta vez por 3-1.

    Em atualização

    SIC Notícias