País

O último discurso de Arménio Carlos à frente da CGTP

O último discurso de Arménio Carlos à frente da CGTP

Arménio Carlos deixa a liderança da CGTP passando o cargo de secretário-geral a Isabel Camarinha, de 59 anos.

Arménio Carlos prepara-se para abandonar a liderança da CGTP.

No congresso que decorre no Seixal, o ainda secretário-geral acusou o Governo de semear o populismo ao optar por um excedente orçamental.

Muitos dirigentes históricos da CGTP deixam a central sindical uma vez que no próximo mandato de quatro anos atingem a idade de reforma.

Depois de Arménio Carlos, a central sindical será liderada por uma mulher.

Veja também:

  • Lage reconhece que série de jogos sem vencer tem origem em fragilidades defensivas
    1:57