País

Prisão preventiva para suspeito de agredir e ameaçar companheira na Covilhã

O detido, reincidente no mesmo tipo de crime, foi presente ao Tribunal Judicial da Covilhã.

Um homem de 40 anos, suspeito de agredir e ameaçar a companheira reiteradamente, foi detido no concelho da Covilhã e vai ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva, anunciou esta sexta-feira a GNR.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o Comando Territorial de Castelo Branco especifica que a detenção foi realizada na quarta-feira, através do Posto Territorial de Tortosendo, e que o suspeito já era reincidente na prática deste crime.

"Após uma denúncia de agressões entre um casal, os militares foram de imediato ao local, tendo encontrado a vítima, sua companheira de 34 anos, com ferimentos", é referido.

A GNR explica ainda que a vítima teve de ser transportada para uma unidade hospitalar onde ficou internada e recebeu tratamento médico.

"Na sequência das diligências de investigação, os militares apuraram que o suspeito, nos últimos cinco anos, agredia fisicamente, ameaçava de morte e controlava social e economicamente a vítima, verificando-se, nos últimos meses, uma escalada do comportamento violento, devido ao consumo abusivo de álcool, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção", acrescenta a informação.

O detido, reincidente no mesmo tipo de crime, foi presente ao Tribunal Judicial da Covilhã, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

  • DGS teve parecer positivo para uso generalizado de máscaras

    Coronavírus

    Em Portugal a Covid-19 já fez 295 mortes e 11.278 infetados. Chegou este domingo a Lisboa um avião da TAP fretado com material médico oferecido pela China no valor de 4,5 milhões de euros. 53 portugueses foram repatriados da Indonésia e da Índia. Boris Johnson foi este domingo internado no hospital para exames, 10 dias após testar positivo para coronavírus. Acompanhe aqui a evolução do novo coronavírus.

    Direto

    SIC Notícias