País

Marcelo lembra Tozé Martinho como "um dos atores e guionistas portugueses mais ativos"

Tozé Martinho morreu este domingo aos 72 anos.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recorda Tozé Martinho, que morreu este domingo, aos 72 anos, como um "dos atores e guionistas portugueses mais ativos".

Marcelo Rebelo de Sousa, numa mensagem publicada no site oficial da Presidência, lembra que "desde 1977 Tozé Martinho era conhecido dos portugueses", quando se estreou no programa "A Visita da Cornélia", ao lado da mãe, a atriz e escritora Maria Teresa Ramalho (conhecida como Tareka).

O ator e argumentista Tozé Martinho (António José Bastos de Oliveira Martinho) morreu este domingo, os 72 anos, no Hospital de Cascais, devido a uma paragem cardiorrespiratória.

Em 1982, Tozé Martinho estreou-se como ator na primeira telenovela portuguesa, "Vila Faia".

O Presidente da República recorda que, "nas décadas seguintes, tornou-se num dos atores e guionistas portugueses mais ativos, em novelas da RTP e da TVI, além de séries, telefilmes e algum cinema".

"Durante todos esses anos esteve presente no nosso imaginário pelos recorrentes papéis de personagens empáticas, decentes, confiáveis", refere Marcelo Rebelo de Sousa, terminando a mensagem apresentada à família do ator e argumentista os seus "sentidos pêsames".