País

Mais de seis mil professores vão progredir para os 5.º e 7.º escalões

Lusa

Só há progressão automática para os professores com avaliação de Muito Bom ou Excelente.

Mais de seis mil docentes vão progredir para o 5.º e 7.º escalões este ano, dos quais 1.852 será através das vagas abertas pelo Governo, segundo o despacho publicado na segunda-feira em Diário da República.

De acordo com o diploma, assinado pelos ministérios da Educação e das Finanças, vão abrir 852 vagas para o 5.º escalão e 1.043 para o 7.º.

O acesso a estes dois escalões não é automático para todos os docentes, estando sempre dependente de vagas abertas pelo Governo. Só há progressão automática para os professores com avaliação de Muito Bom ou Excelente.

A maioria dos professores (cerca de quatro mil) vai progredir para estes escalões, este ano, porque obteve as duas notas máximas na avaliação.

Mas haverá ainda quase duas mil vagas para o acesso a esses escalões, o que representa "um aumento de cerca de 1.700 em relação a 2018 e de 500 em relação a 2019", sublinha o gabinete de imprensa do Ministério da Educação.

No 5.º escalão são abertas mais 220 vagas do que em 2019, enquanto para o 7.º escalão foram criadas mais 270 vagas do que em 2019.

No total, mais de seis mil docentes que vão progredir para o 5.º e 7.º escalões, "um número muito superior aos cerca de 1500 que progrediram em 2018 e aos cerca de 4200 que progrediram no ano passado", acrescenta a tutela.

  • Renovação do estado de emergência decidida hoje

    Coronavírus

    O Governo reúne-se esta tarde em Conselho de Ministros extraordinário no Palácio da Ajuda. Ao que a SIC apurou, o encontro vai servir para analisar os termos da renovação do estado de emergência. A decisão será tomada até ao final do dia pelo Presidente da República, depois de falar com o primeiro-ministro e já com o parecer positivo do Governo. Portugal regista 160 mortes e 7.443 casos de Covid-19. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias