País

PS questiona Governo sobre possibilidade de reverter para o Estado o serviço postal universal dos CTT

Socialistas dizem que desde a concessão a qualidade do serviço postal se degradou.

Numa carta enviada ao Ministério das Infraestruturas e Habitação, a que a SIC teve acesso, os deputados do grupo parlamentar socialista lembram as conclusões da Inspeção-Geral de Finanças (IGF).

O PS questionou o Governo sobre “a possibilidade de reversão para o Estado dos bens afetos à concessão do serviço postal universal no final do contrato de exploração”, que termina em 31 de dezembro de 2020.

Na carta, o PS diz que a concessão do serviço postal "não acautelou o interesse público" e deu origem a um ciclo de "degradação da qualidade do serviço postal", após 2013, ano em que iniciou a privatização dos CTT.

Essa degradação da qualidade do serviço postal é verificada, pela IGF, através dos prazos de entrega, densidade de pontos de acesso, regularidade e fiabilidade do serviço.