País

Rodoviária de Lisboa e Transportes Sul do Tejo reforçam serviço a partir de segunda-feira

Armando Franca

A RL passa a praticar horários de "verão ajustado", já realizados entre 30 de março e 07 de abril, e amplia alguns serviços.

A Rodoviária de Lisboa (RL) e os Transportes Sul do Tejo (TST) vão reforçar os serviços públicos de transporte de passageiros na região metropolitana a partir da próxima segunda-feira, informou a Área Metropolitana de Lisboa (AML).

Tendo em conta a atual situação provocada pela doença covid-19, de acordo com um comunicado divulgado hoje pela AML, a Rodoviária disponibilizará diariamente mais de 1.000 circulações, nos dias úteis, cerca de 580 aos sábados e 530 aos domingos (relativamente à oferta atual).

A RL passa a praticar horários de "verão ajustado", já realizados entre 30 de março e 07 de abril, e amplia alguns serviços com mais procura.

Os serviços alterados podem ser consultados no "site" https://www.rodoviariadelisboa.pt/noticias?codNoticia=468, acrescenta a empresa.

Diz a AML que são repostas seis carreiras e sete outras serão mais frequentes.

Os TST vão reforçar horários de 14 carreiras e serão ativadas outras.

"Tendo em conta a oferta do serviço fluvial, serão feitos ajustes de horários nas carreiras 184 e 401. As carreiras 227 e 416 terão, também, os seus horários ajustados", acrescenta-se no comunicado, que remete mais informações sobre as carreiras e horários para o "site" https://www.tsuldotejo.pt/.

No documento, a AML, na qualidade de autoridade de transportes, diz que "procurou implementar soluções que minimizassem os impactos nas necessidades de deslocações" durante o período de emergência de saúde pública provocada pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19.

"Apesar da redução muito significativa de passageiros e de receita do sistema, e tendo em conta as medidas tomadas pelo Governo, a AML cumpriu e adiantou os pagamentos aos operadores, procurando, deste modo, que, mesmo no mês de abril, fosse assegurada uma oferta de serviço dos transportes rodoviários de, pelo menos, 40%, face à que era normalmente realizada. Com a retoma progressiva das atividades, e o previsível aumento da procura, a oferta continuará, também ela, a ser gradualmente ajustada ao longo das próximas semanas", garante a AML.

A mesma entidade afirma ainda que tem trabalhado com os operadores no sentido de serem cumpridas todas as regras e padrões de segurança, como a utilização de máscara, limites de lotação dos veículos e limpeza, higienização e arejamento dos autocarros.