País

Estado deve avançar com empréstimo obrigacionista à TAP

TAP

Armando Franca

Que possa ser convertido em ações.

O Estado deverá avançar com um empréstimo obrigacionista à TAP, que possa ser convertido em ações e, de acordo com o jornal Expresso, caso a companhia aérea não consiga pagar, o Estado fica com a participação na empresa reforçada, passando a ter mais de 50 por cento de capital.

O modelo ainda não está fechado, até porque terá de ser negociado com Bruxelas.

Dados da Autoridade de Aviação Civil mostram que a redução de passageiros da TAP ultrapassou os dois milhões, em março e abril, face ao mesmo período do ano passado.

No plano de retoma só estão previstos 247 voos dos habituais três mil.