País

Orçamento suplementar. BE deixa lista de exigências para viabilizar documento

Partidos vão votar um novo orçamento daqui a duas semanas.

A coordenadora do Bloco de Esquerda Catarina Martins admitiu este domingo viabilizar o orçamento suplementar se houver avanços nas negociações com o Governo.

"A Mesa Nacional analisou as negociações e o caminho das negociações que tem sido feito para o orçamento juntamente com o Governo e aquilo que consideramos é que a concretizarem-se os avanços que foram possíveis até ao momento - ou seja o prolongamento de todos os apoios de emergência até ao final do ano, avanços no lay-off, avanços no acesso ao subsídio de desemprego ou apoio na perda de rendimentos, avanços nas contratações no reforço do SNS e na proteção da habitação - o BE deve viabilizar o Orçamento Suplementar", revelou aos jornalistas a líder bloquista após a reunião do órgão do partido.

No final da reunião da Mesa Nacional, os bloquistas anunciaram ainda que vão adiar a convenção do partido para a primavera do próximo ano.

Veja também:

  • 21:07