País

Polícia usou gás pimenta para dispersar multidão que contesta despejo em Arroios

Pelo menos duas pessoas ficaram feridas, sem gravidade.

Uma tentativa dos proprietários para recuperar um prédio em Arroios, Lisboa, onde funciona um centro de apoio a pessoas carenciadas, provocou esta tarde momentos de grande tensão entre a polícia e pessoas ligadas a movimentos de defesa do direito à habitação.

Alguns dos ocupantes tentaram forçar a entrada no prédio o que levou à intervenção do corpo de segurança da PSP e à utlizaçao de gás pimenta.

Pelo menos duas pessoas ficaram feridas, sem gravidade.


Seguranças privados despejaram esta madrugada ocupantes de edifício em Lisboa

Cerca de uma dezena de seguranças privados entrou esta madrugada num prédio da freguesia de Arroios, em Lisboa, para despejar as pessoas que ocupavam o edifício.

Eram 5h00 quando os seguranças entraram no edifício que o Seara – Centro de Apoio Mútuo de Santa Bárbara - utiliza para apoiar pessoas carenciadas, incluindo sem-abrigo.

Quando ocuparam o espaço, os voluntários não sabiam quem eram os proprietários do imóvel, mas mais tarde descobriram que foi vendido a uma empresa de imobiliário e depois em parcelas a três pessoas que vivem no estrangeiro.

Os voluntários enviaram email a várias entidades, entre as quais a Câmara Municipal de Lisboa e a PSP, a informar de que iriam ocupar o espaço e os motivos.

  • 14:18
  • 2:34