País

Cerca de 300 pessoas protestam contra serviço de urgência básico no Hospital de Covões, em Coimbra

Uma decisão da administração do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

Cerca de 300 pessoas estão esta terça-feira de manhã em protesto, com um cordão humano junto ao Hospital dos Covões, em Coimbra, contra a passagem da urgência para o nível básico, uma decisão da administração do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

Os manifestantes dizem que a medida vai levar ao encerramento da resposta de cardiologia, pneumologia e medicina interna e também a um aumento de cerca de 25% das macas nos Hospitais da Universidade de Coimbra.