País

Sinistralidade nas estradas portuguesas cai cerca de um terço nos primeiros cinco meses do ano

PEDRO SARMENTO COSTA

As multas por excesso de velocidade renderam 41 milhões de euros.

Cerca de 87 mil condutores foram apanhados em excesso de velocidade pelos radares até maio e as multas por excesso de velocidade renderam 41 milhões de euros.

No total foram fiscalizadas quase 42 milhões de viaturas.

Os dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária revelam que caíram as multas por consumo de álcool, falta de carta ou seguro , uso do telemóvel e até por falta de cinto.

A sinistralidade caiu cerca de um terço nos primeiros cinco meses deste ano, o que reflete a diminuição do tráfego nas estradas por causa da declaração do Estado de Emergência e das medidas de confinamento, provocadas pelo novo coronavírus.

Ainda assim, houve quase 9.300 acidentes com vítimas, 131 pessoas morreram , 618 ficaram feridas com gravidade e mais de 10.800 sofreram ferimentos ligeiros.