País

Vice-presidente do PSD defende demissão da ministra da Saúde

Vice-presidente do PSD defende demissão da ministra da Saúde

David Justino diz que há muito que Marta Temido não reúne condições para exercer o cargo.

O tempo das tréguas em altura de pandemia já lá vai, as críticas do PSD à atuação do Governo na gestão da pandemia começaram a subir a tom.

David Justino defendeu esta quarta-feira a demissão da ministra da Saúde e que a pandemia está a tornar-se um pandemónio.

Líder do PSD acusa DGS de não estar à "altura do problema"

O presidente do PSD, Rui Rio, considerou esta segunda-feira que "a Direção-Geral da Saúde não tem estado à altura do problema", numa alusão à forma como tem sido gerida a questão da pandemia de Covid-19.

"Na parte técnica, a Direção-Geral de Saúde não tem estado à altura do problema. Parece-me evidente. Não vou fazer aqui uma retrospetiva, mas foram ditas determinadas coisas e passado algum tempo foi dito o seu contrário e depois baralhado", disse Rui Rio.

"NUNCA HOUVE UMA LINHA DE CONDUTA"

Recorrendo a exemplo práticos, o presidente do maior partido da oposição completou o seu raciocínio: "nunca houve uma linha de conduta, a começar pelas máscaras em que tempos houve disseram que não serviam para nada e agora são absolutamente indispensáveis".

A afirmação surgiu após ter sido questionado se, em face dos números crescentes da pandemia em Lisboa e Vale do Tejo, deveria o Governo voltar a reunir-se com os partidos.