País

Segundo suspeito da morte do rapper Mota Jr. fica em prisão preventiva 

Corpo do rapper foi encontrado em maio, em avançado estado de decomposição.

O segundo suspeito da morte do rapper Mota Jr. foi esta quinta-feira sujeito a interrogatório e ficou em prisão preventiva.

Em comunicado, a Polícia Judiciária diz que o arguido, que foi detido no passado mês de junho em Manchester, no Reino Unido, é suspeito da coautoria do rapto e homicídio qualificado.

O corpo de David Mota, de 28 anos, mais conhecido como Mota Jr., foi encontrado em Sesimbra, a 18 de maio, em avançado estado de decomposição. Terá sido morto dois meses antes, quando foi raptado à porta de casa no Cacém, concelho de Sintra.

Este segundo suspeito foi detido através de um mandado de detenção europeu.

Outro dos suspeitos está sob custódia das autoridades, desde a 27 de maio, quando regressava de um voo proveniente do Reino Unido. Há ainda um terceiro suspeito pela morte do rapper.

A polícia acredita que o motivo da morte foi o roubo de dinheiro e ouro.

Mota Jr estava a ser procurado desde março