País

Comandante da GNR alvo de processo após denúncia de "importunação sexual"

O Comando Geral da GNR revelou que a situação já foi comunicada ao Ministério Público.

O comandante da GNR de Monção está a ser alvo de um processo interno, na sequência de uma denúncia de alegada "importunação sexual" a uma mulher no interior do posto, disse esta sexta-feira à Lusa o Comando Geral daquela força.

Em resposta escrita enviada à Lusa, o Comando Geral da GNR acrescentou que a situação também já foi comunicada ao Ministério Público.

"Decorre processo interno para apurar as circunstâncias do ocorrido, tendo o militar em apreço sido transferido preventivamente para a sede do Destacamento Territorial de Valença, nos termos do Regulamento de Disciplina da GNR", diz o Comando Geral da GNR.

A situação terá sido gravada por uma câmara oculta.

A Lusa contactou também o comando distrital da GNR de Viana do Castelo, que se escusou a qualquer comentário.