País

A nomeação polémica da ex-deputada do PCP Rita Rato para o Museu do Aljube

Historiadores não lhe reconhecem nem as habilitações nem experiência.

A ex-deputada do PCP Rita Rato foi nomeada diretora do Museu do Aljube, em Lisboa. A escolha está a ser criticada pelos historiadores, que não lhe reconhecem nem as habilitações, nem a experiência exigida para o cargo.

Rita Rato saiu do Parlamento e candidatou-se a esta vaga, aberta pela empresa que gere os equipamentos culturais da câmara de Lisboa.

Ao que a SIC apurou, a EGEAC não é obrigada a abrir concurso. Recebeu cerca de 70 candidaturas para a vaga de diretor.

A SIC contactou a EGEAC, mas a empresa municipal presidida por Joana Gomes Cardoso, filha da ex-eurodeputada Ana Gomes, nunca respondeu aos contactos.