País

Detido suspeito de atear dois incêndios florestais em Lamego

(Arquivo)

MIGUEL A. LOPES

Os dois incêndios consumiram uma área florestal com cerca de 18 hectares.

Um homem de 42 anos foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeita da autoria de dois incêndios florestais ocorridos na semana passada em Lamego, distrito de Viseu, anunciou esta terça-feira aquela instituição policial.

Através de um comunicado, a PJ afirma que o homem, detido na sequência de uma operação do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real, está "fortemente indiciado pela prática do crime de incêndio florestal em Lamego", sendo suspeito de ter ateado dois incêndios em área florestal no dia 7 e no sábado.

Os dois incêndios consumiram uma área florestal "constituída, maioritariamente, por mato e carvalhos", com cerca de 18 hectares, adianta a PJ.

"Os focos de incêndio colocaram em perigo uma vasta mancha florestal, bem como vários armazéns e habitações, de valor consideravelmente elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros", acrescenta o comunicado.

A Polícia Judiciária diz ainda que o detido, jornaleiro de profissão, irá ser presente a tribunal para primeiro interrogatório e aplicação de eventuais medidas de coação.

Tolerância zero para o uso de fogo perto de florestas nos próximos dias

A secretária de Estado da Proteção Civil avisa que os próximos dias são muito complicados a nível de incêndios e que, por isso, há tolerância zero para o uso de fogo perto de florestas.

"Estamos num período crítico de incêndios florestais. (...) Temos todo o país em alerta amarelo, à exeção do distrito de Santarém e essa situação será reavaliada hoje", explica Patrícia Gaspar.

11 DISTRITOS DO PAÍS EM ALERTA AMARELO DEVIDO AO RISCO DE INCÊNDIO

A temperatura vai aumentar durante toda a semana. Em algumas regiões do país, pode ultrapassar os 40ºC.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, as noites vão ser tropicais, com a temperatura mínima acima dos 20ºC.

Com o aumento da temperatura, aumenta também o risco de incêndio.