País

Governo alerta para ocorrências de incêndios florestais “difíceis de gerir” nos próximos dias

PAULO NOVAIS / LUSA

Risco de incêndio está muito elevado.

A secretária de Estado da Administração Interna alertou hoje para “um cenário meteorológico muito complicado” nos próximos dias com um potencial de ocorrências de incêndios florestais “difíceis de gerir” e que se podem tornar “quase catastróficos”.

“Hoje, o que podemos dizer é que vamos enfrentar dias de enorme complexidade e de risco de incêndio muito elevado”, disse aos jornalistas Patrícia Gaspar, no final da reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional, na Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), onde foi analisado o que se passou nas últimos dias e o risco previsto até à próxima sexta-feira.

Ressalvando que a situação é avaliada diariamente entre ANEPC e o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a secretária de Estado avançou que o contexto meteorológico diz que “qualquer ocorrência que possa ocorrer nos próximos dias tem um enorme potencial de desenvolvimentos quase catastróficos”.

Segundo a governante, esta semana vão ocorrer ventos fortes e velocidades de propagação de incêndios “muito acima da média”.

Patrícia Gaspar frisou que cerca de 70% dos concelhos do país, sobretudo nas regiões do interior centro e norte e do Algarve, estão em risco máximo ou elevado de incêndio rural.

“Vamos enfrentar um cenário meteorológico muito complicado com um potencial de ocorrências difíceis de gerir”, frisou.