País

Há 22 animais exóticos em 9 circos em Portugal

Seis tigres, três leões, dois elefantes, três crocodilos e oito jiboias.

O ministro do Ambiente anunciou esta tarde no Parlamento que há 22 animais exóticos em 9 circos pelo país.

O Conselho de Ministros aprovou na semana passada uma lei que proíbe animais exóticos nos circos. Os empresários circenses têm até 2025 para os entregar.

Seis tigres, três leões, dois elefantes, três crocodilos e oito jiboias são os animais cadastrados pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, afirmou João Pedro Matos Fernandes.

Matos Fernandes afirmou que no Conselho de Ministros da semana passada foi aprovada a regulamentação da lei 20/2019, que determinou um período transitório de seis anos durante os quais os donos dos circos teriam que deixar de ter animais.

A deputada do PAN Inês Corte Real, que pediu para ouvir o ministro sobre o assunto, notou que em 2016 havia mais de mil animais à guarda dos circos, questionando o que justifica este "estranho decréscimo" e para onde foram os outros, se morreram ou se mudaram de mãos.

PSD, Bloco de Esquerda e PCP salientaram que é preciso dar condições para as pessoas cujo trabalho era cuidar destes animais para se reconverterem profissionalmente.Matos Fernandes afirmou reiteradamente que apesar de ser do ICNF, sob a tutela do seu ministério, a responsabilidade de registar os animais e fazer o cadastro, é à Direção-geral de Alimentação e Veterinária que cabe "o bem-estar animal" e a gestão desse cadastro.

A discrepância nos números deve-se ao facto de o registo de 2016 contemplar todos os animais que estavam nos circos, enquanto o cadastro elaborado pelo ICNF se refere apenas aos exóticos.

Quanto à questão da reorientação dos profissionais que tratavam dos animais nos circos, "por se tratar de uma atividade económica, é uma questão que está na fronteira entre o Ministério da Economia e o Ministério do Emprego".